Bolsonaro promete reajuste salarial a todos os servidores só em 2023.

133

Sem solução para a saia-justa criada por si mesmo com os servidores públicos federais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou  que vai contemplar todas as categorias no Orçamento de 2023.

Com isso, Bolsonaro sinaliza para as carreiras policiais que estas serão atendidas com a reserva de R$ 1,7 bilhão para reajuste salarial do funcionalismo, prevista na lei orçamentária sancionada pelo presidente na semana passada. Ainda não há, no entanto, definição do governo federal de quais categorias vão contar com aumento de salário.

Porém, o chefe do Executivo federal articulou pessoalmente com o relator do Orçamento no Congresso Nacional, deputado federal Hugo Motta (Republicanos-PB) o aumento salarial das carreiras policiais, com as quais nutre apoio para a campanha de reeleição.

Às demais categorias não contempladas no Orçamento deste ano, Bolsonaro pediu compreensão: “Reconhecemos o valor de todos os servidores públicos federais, mas eu peço que por favor entendam a situação que o Brasil ainda atravessa. Muitos perderam empregos, muitos tiveram seus salários reduzidos. Os servidores não tiveram [o mesmo destino] por ação do governo federal”.

A aposta do presidente para que seja possível conceder os reajustes reivindicados pelos servidores é a arrecadação deste ano. “Tendo em vista que nós devemos ter uma excelente arrecadação no corrente ano, por ocasião da feitura do Orçamento para 2023, nós vamos atender com percentual bastante razoável todos os servidores públicos do Brasil”, esclareceu na entrevista à TV Record durante agenda no estado do Rio de Janeiro.

As categorias de servidores não contemplados pelo reajuste já começaram a reagir com paralisações e ameaças de greve geral.

Entre outros, os sindicatos que representam os servidores do Banco Central e das carreiras típicas de Estado decidiram manter a pressão pelo reajuste.

JORNAL O TEMPO