Criança morre após ser atacada por pastor alemão na Grande BH.

182

Uma criança de 11 anos morreu após ser atacada por um cachorro, na noite desta quarta-feira (15), no bairro Boa Esperança, em São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A vítima era um menino.

Segundo os bombeiros, o animal, da raça pastor alemão, pertencia a vizinha da criança. Ele estava solto na rua, no momento do ataque.

O animal mordeu o pescoço do menino e arrancou suas partes íntimas. O óbito foi confirmado já no local.

A filha da tutora, uma jovem de 25 anos, informou à PM que sua mãe estava de viagem para outro estado e a residência estava desocupada.

No terreno, ficou apenas o cão da raça pastor alemão e um outro sem raça definida.

Segundo o relato da jovem, a mãe pediu que o garoto de 11 anos cuidasse do animal durante o período de viagem.

Pai foi quem encontrou o corpo do filho

 

pai da vítima, um homem de 31 anos, disse aos militares que o filho costumava chegar da escola no horário de 17h30, no entanto, não apareceu em casa.

Devido à demora, ele decidiu sair para procurar pelo menino pelas ruas próximas à casa.

Foi quanto o pai percebeu que havia o corpo de uma criança caída no chão, já sem vida, em frente à casa onde mora a tutora do cachorro. Ao se aproximar, viu que a vítima era seu filho de 11 anos.

O pai chegou a acionar a PM e o Samu, mas os médicos constaram o óbito da criança ainda no local. O corpo foi levado pelo rabecão ao IML.

Três viaturas dos bombeiros foram ao local e os militares conseguiram capturar o animal.

Segundo eles, um outro cachorro foi encontrado morto em um lote, próximo onde aconteceu o acidente.

Polícia investiga

A corporação disse que, assim que acionada, “deslocou equipe da perícia criminal ao local dos fatos e o rabecão”.

“O corpo da criança, de 11 anos, foi removido ao Posto Médico Legal em Betim, onde foi submetido a exames. Tanto as testemunhas quanto a dona dos cães e familiares da vítima serão ouvidos. A investigação tramita na Delegacia de Polícia Civil em São Joaquim de Bicas“, disse ainda.

G1 MG