Depois de castigarem a Bahia, chuvas fortes podem se intensificar em Minas.

299

Depois de castigarem a Bahia, causando inundações e deixando mais de cem municípios em estado de emergência, as chuvas devem chegar com mais intensidade na região Sudeste, principalmente em Minas Gerais. O alerta é da empresa de meteorologia Metsul, feito nesta terça-feira (28);

Segundo o instituto, o corredor de umidade, responsável pelo excesso de precipitações no estado baiano, e também no Tocantins, vai estar mais ao Sul nos próximos dias, ocasionando volumes de chuva muito altos na região sudeste. “O Estado com maior risco é Minas Gerais, entretanto áreas do Rio de Janeiro e de São Paulo também podem sofrer com precipitação excessiva”, diz o comunicado publicado no site da empresa.

Ainda, segundo o alerta da Metsul, Belo Horizonte é a capital com maior risco para chuvas nos últimos dias de 2021 e começo de 2022.Os volumes projetados para a cidade mineira e para a região metropolitana podem exceder 200 mm em apenas uma semana. Este cenário de chuva intensa em curto período é capaz de gerar inundações e deslizamentos de terra.

Em projeções que seguem um modelo europeu –  conforme a empresa, escolha que melhor antecipou os eventos de chuva extrema na Bahia – mostram uma situação ainda mais preocupante na região Sudeste do Brasil, sinalizando volumes que variam de 300 a 500mm nos próximos dias, principalmente em Minas.

A geografia do Estado também causa preocupação por causa da quantidade de rios e relevo acidentado. “Rios podem enfrentar cheias e transbordamentos em algumas regiões de Minas Gerais”, diz a empresa. O escorregamento de encostas também é outra preocupação, já que Minas possui muitas  cidades em regiões serranas, assim como o Rio de Janeiro.

JORNAL O TEMPO