Eleitor que não entregar celular a mesário será impedido de votar

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, por unanimidade, nesta quinta-feira (1º), as regras sobre a entrega do telefone celular aos mesários e a proibição do porte de arma nos locais de votação.

Tanto a presença de celular na cabine quanto o porte de armas nos locais de votação já haviam sido proibidos pelo plenário do TSE.

Nesta quinta, em sessão comandada por Alexandre de Moraes, presidente do TSE, os ministros da Corte eleitoral definiram as mudanças na resolução que disciplina as regras.

Eleitor em cabine de votação: além do celular, estão vedadas câmeras fotográficas, de vídeo, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto, ainda que desligados - Foto: Agência Brasil / Arquivo

Além do celular, estão vedadas nas cabines de votação câmeras fotográficas, de vídeo, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto, ainda que desligados.

A mesa receptora de voto indagará ao eleitor, antes de ingressar na cabine, sobre o porte de algum desses aparelhos.

JORNAL O TEMPO