Maratona de Hamburgo proíbe participação de atletas do Brasil

411

A maratona de Hamburgo foi confirmada para 13 de setembro. No entanto, pessoas que venham de países com alto risco de contaminação pelo coronavírus, como o Brasil, estão impedidas de participar. Com 1.228.114 de casos confirmados de covid-19 na 5ª feira e 1 total de 54.971 mortes pela doença, o Brasil é considerado 1 dos países onde o perigo de contaminação é alto.

Grandes eventos estão proibidos na Alemanha até o fim de outubro, mas o governo alemão explicou que abriu uma exceção neste caso, já que os organizadores têm 1 plano com rígidas normas de segurança e higiene. As normas foram desenvolvidas em parceria com a Universidade de Manchester, na Inglaterra, que tem especialistas em análise de riscos e segurança de multidão. Eís a íntegra do plano de segurança e higiene, em alemão,

Em 1 comunicado, os responsáveis pela maratona disseram que tanto a corrida do pelotão de elite quanto a do geral vão se realizar. Eles esperam a participação de 10.00 pessoas, além de 4.000 na meia maratona complementar.

Frank Thaleiser, organizador-chefe da maratona de Hamburgo, afirmou que os planos e estruturas necessários para que a corrida seja realizada em segurança já estão prontos.

Uma das mudanças é no pelotão de elite, que será formado por cerca de 30 atletas e será o único grupo onde todos os participantes largam juntos. Os selecionados serão testados antes da corrida. No pelotão geral, a largada será em grupos separados e com intervalo de 10 minutos entre eles.

Antes da largada, os participantes estarão reunidos em diferentes salas do edifício da Expo do evento. Na área de concentração e ao longo do percurso serão instaladas estações de desinfecção. Cada atleta receberá 1 cachecol tubular com filtro de respiração, que deve ser usado antes e depois da corrida. Durante a maratona, os corredores devem levar o cachecol e o colocar assim que cruzarem a linha de chegada.

A política organizacional e de higiene deve demonstrar que 1 evento em andamento com até 14.000 participantes em 1 ambiente da cidade pode ser realizado com responsabilidade, respeitando as restrições ao contato e às diretrizes atuais de higiene desde o início da pandemia de covid-19”, disse Frank Thaleiser.

Fonte: Poder 360