Operação Higia cumpre mandados contra policiais civis suspeitos de crimes em Minas Gerais

192

Operação Higia do Ministério Público (MP), Corregedoria Geral da Polícia Civil, Polícia Militar (PM) e Departamento Penitenciário cumpre 14 mandados de prisão preventiva e 40 de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira (28), em Belo HorizonteBetimVespasiano Ribeirão das Neves, na Grande BH, e Curvelo, na Região Central de Minas Gerais.

Ainda segundo o MP, foram cumpridas buscas nas celas de quatro investigados, que já estavam presos em Patrocínio, no Alto Paranaíba, e Ribeirão das Neves por outros crimes.

investigações apontaram que uma organização criminosa praticava crimes de corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro, mediante pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos no Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc), no Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) e no Departamento Estadual Investigação Crimes de Trânsito (Deictran).

Os policiais civis investigados recebiam de criminosos – a maioria traficantes de drogas – vantagens para que não houvesse efetivo enfrentamento dos crimes praticados por eles.

Os contatos entre policiais civis e criminosos – e o recolhimento do dinheiro dos traficantes e a entrega – eram intermediados por um advogado, que também teve prisão preventiva decretada.

Participaram da operação quatro promotores de Justiça, oito servidores do MP, 60 policiais civis, 99 policiais militares e 30 policiais penais.

‘Higia’

Na mitologia grega, Higia era a deusa da saúde, limpeza e sanidade, associada com a prevenção da doença e a continuação da boa saúde.

g1 Minas entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda retorno.

G1 MG