Preso por suspeita de assassinar ex-colega em açougue diz que se entregou para evitar nova morte.

127

Um homem preso por suspeita de matar um ex-colega a facadas em frente a um açougue de Belo Horizonte disse que se entregou para evitar um novo assassinato. Ele estava foragido há mais de um mês e foi detido nesta quarta-feira (1º) depois de se apresentar à polícia.

As informações sobre o caso foram detalhadas nesta sexta (3).

Segundo a Polícia Civil, o homem, de 30 anos, chegou a se esconder no estado do Rio de Janeiro, a viver em situação de rua e até a usar nome falso durante o período em que era procurado.

O crime pelo qual foi preso aconteceu no dia 13 de outubro, na região central da capital. De acordo com a delegada Michelle Campos, o suspeito e a vítima, de 53 anos, trabalharam juntos por apenas cinco dias. A motivação do crime seria uma vingança por discussão em que homem nem sequer estava envolvido.

“No dia 7 de outubro, houve uma discussão entre a vítima e um outro funcionário, onde a vítima teria ameaçado esse outro funcionário. Em razão dessa discussão, a vítima foi demitida e o outro funcionário pediu conta. No dia 13, a vítima voltou ao local para receber seu acerto trabalhista e conversar com os colegas, oportunidade, em que foi vítima de homicídio”, disse.

Segundo os investigadores, toda a ação foi registrada por câmeras de segurança. Antes de atacar o ex-colega, o suspeito teria amolado a faca usada no crime.

Depois de golpear a vítima, que estava do lado de fora, ele voltou à loja, deixou a faca sobre o balcão, pegou a mochila e foi embora, passando sobre o corpo. A fuga também foi registrada por imagens de circuito de segurança.

De acordo com a delega, após passar alguns dias no Rio de Janeiro foragido, o homem retornou à capital.

“Ele conseguiu dois bicos, dois empregos informais, inclusive um usando nome falso. E, no último emprego, que seria uma obra, que ele conseguiu na segunda-feira agora, segundo ele, lá ele teve a impressão de que um dos funcionários seria parente da vítima e que estava ali para matá-lo. Então, ele relatou que, para não matar essa pessoa, ele iria se entregar”, disse.

Segundo a polícia, o homem confessou o assassinato do ex-colega e disse estar arrependido.

O suspeito já tinha um histórico violento, segundo a ficha criminal, que aponta envolvimento em uma tentativa de homicídio e também crime de violência sexual contra a ex-companheira.

Homem é flagrado fugindo do local após ter cometido o crime — Foto: Reprodução/Redes Sociais
               Homem é flagrado fugindo do local após ter cometido o crime

G1 MG