Vazamento de gás provoca incêndio em quiosque na Asa Sul.

234

Um incêndio causado por vazamento de gás destruiu um quiosque do Setor de Rádio e TV Sul por volta das 11h30 desta quinta-feira (11). No local funcionam uma lanchonete e uma banca de jornal. Uma das proprietárias, Rita Pereira, sofreu queimaduras no cabelo e no braço esquerdo, mas passa bem..

De acordo com Salomão Carvalheiro, um dos proprietários do quiosque, a empresa Natural Gás fazia a manutenção do botijão quando o gás vazou e provocou o incêndio. Ele conta que a empresa especializada sempre prestou o serviço no quiosque, que há 30 anos funciona no local.

Rita Pereira, esposa de Salomão, cozinhava as marmitas na hora do acidente quando a mangueira do botijão se soltou e o fogo se alastrou. “Ele [funcionário da Natural Gás] trocou, e o botijão caiu. Eu disse ‘deixa aí que eu arrumo’, porque tinha muita gente esperando as marmitas. Mas ele colocou o botijão de novo, que caiu e soltou a válvula de uma vez, pegando fogo. Foi  rápido demais”, relatou a mulher.

A cozinheira ainda gritou para que o marido e o filho, que estavam no caixa do quiosque, fugissem do local. Ela teve queimaduras leves no braço esquerdo e no cabelo. “Está ardendo um pouco, mas o bombeiro disse que é só passar uma água gelada e uma pomada”, conta.

Samuel Carvalheiro, que é irmão do proprietário do quiosque, trabalhava na banca de jornal quando o acidente aconteceu. Ele ainda tentou controlar o fogo com um extintor de incêndio, mas desistiu diante da proporção das chamas.

Por volta das 12h50, a rua de acesso ao local, entre o Venâncio Shopping e o Setor de Rádio e TV Sul, foi liberada pela Polícia Militar. A via estava interditada para a ação de três viaturas do Corpo de Bombeiros que trabalharam no combate ao incêndio.

Além do quiosque, a banca de jornal foi totalmente destruída pelo fogo. O ar condicionado da EBC (Empresa Brasileira de Comunicação), que fica no prédio ao lado do quiosque, também foi queimado e passará por perícia. Quando o fogo começou, funcionários relataram que saíram da empresa às pressas.

O comércio segue isolado para a perícia do Corpo de Bombeiros, que vai investigar as causas do incêndio. Já a Defesa Civil analisará o que restou da estrutura e avaliará a possibilidade de demolição ou recuperação do local.

Por volta das 12h50, a rua de acesso ao local, entre o Venâncio Shopping e o Setor de Rádio e TV Sul, foi liberada pela Polícia Militar. A via estava interditada para a ação de três viaturas do Corpo de Bombeiros que trabalharam no combate ao incêndio.

Além do quiosque, a banca de jornal foi totalmente destruída pelo fogo. O ar condicionado da EBC (Empresa Brasileira de Comunicação), que fica no prédio ao lado do quiosque, também foi queimado e passará por perícia. Quando o fogo começou, funcionários relataram que saíram da empresa às pressas.

O comércio segue isolado para a perícia do Corpo de Bombeiros, que vai investigar as causas do incêndio. Já a Defesa Civil analisará o que restou da estrutura e avaliará a possibilidade de demolição ou recuperação do local.

R7.COM