Homem é preso após filmar jovem no banheiro dentro de shopping no Centro de BH;

279

Imagens mostram momento em que equipe de segurança do estabelecimento imobilizou o suspeito e o levou a uma sala, para aguardar a chegada da Polícia Militar.

Homem foi imobilizado pelos seguranças do shopping Xavantes, em BH, até chegada da PM. — Foto: Reprodução

Um homem foi preso por importunação sexual a uma mulher dentro de um shopping popular, na Rua Curitiba, no Centro de Belo Horizonte, na tarde desta quarta-feira (6).

equipe de segurança do Shopping Xavantes imobilizou o suspeito e o levou a uma sala, para aguardar a chegada da Polícia Militar (veja vídeo acima).

Segundo o boletim de ocorrência, a vendedora, de 22 anos, relatou que estava fazendo xixi no banheiro, quando percebeu que havia alguém com um celular a filmando pela janela. Ela, então, puxou o aparelho.

Ao sair do toalete, o homem foi ao encontro da jovem, para tentar pegar o telefone de volta, e começou a agredi-la, com empurrões e puxões. No entanto, ela conseguiu segurar o celular e chamar os seguranças.

Os policiais levaram a vítima e o suspeito para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher da Polícia Civil, no Barro Preto, na Região Centro-Sul da capital.

‘Decepcionada com a situação e com a Justiça’, diz a vítima

 

g1 conversou com a vítima, Luana de Melo Moreira, de 22 anos, que se disse “decepcionada com a situação e com a Justiça“.

Segundo Luana, após todo o constrangimento, ao chegar à delegacia, ela não foi ouvida pela delegada, apenas pela escrivã, e o suspeito foi liberado.

“Eu fiquei muito indignada. Como que esse cara, novo, faz uma coisa dessas. E se fosse uma menina mais nova, que não tivesse coragem de debater com ele, de discutir? Eu fiquei decepcionada com a situação e com a Justiça também, pois a delegada nem quis ouvir”, afirmou a vendedora.

A lei que tornou crime a importunação sexual foi sancionada em setembro de 2018, e prevê pena de um a cinco anos de prisão.

g1 procurou a Polícia Civil para saber o que vai acontecer com o suspeito, mas até a última atualização desta reportagem, não havia obtido retorno.

O Shopping Xavantes também foi procurado e ainda não se manifestou sobre o ocorrido lá dentro.

G1 MG