Militar que atirou na cabeça de empresário durante briga em BH alega legítima defesa.

189

A Polícia Civil investiga uma briga que aconteceu no sábado (22), envolvendo um policial militar e o dono de um lava-jato, no bairro São Benedito, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo o boletim de ocorrência, o PM atirou na cabeça do empresário após uma discussão. Testemunhas disseram que ele deixou o carro no local para um polimento. Quando voltou para buscá-lo, não o encontrou.

O militar teria abordado o empresário de forma agressiva e houve uma discussão. Os dois começaram a se agredir. Em seguida, o PM baleou a vítima.

A Polícia Militar foi acionada e, ainda de acordo com a ocorrência, o suspeito confessou que atirou, mas disse que agiu em legítima defesa.

O empresário foi socorrido e levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, mas não resistiu e morreu na noite desta quinta-feira.

O policial chegou a ser detido no dia do crime, mas em nota, enviada nesta quinta-feira (27), a Polícia Militar informou que ele está de férias. “Será aberto um procedimento apuratório pela corregedoria da PMMG”, segundo a corporação.

A Polícia Civil disse que o suspeito e testemunhas foram ouvidos no sábado, na Central Estadual do Plantão Digital.

Em nota, ela disse que pelos depoimentos, “restou evidenciada legítima defesa na ação do policial”, mas que segue investigando o caso.

G1 MG