Boletim da Covid do governo de MG tem atraso de até 9 dias para registrar casos

370

Os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) têm atraso de pelo menos nove dias na divulgação de registros já confirmados por cidades do interior.

Uberlândia, por exemplo, segunda maior cidade de Minas Gerais e também a segunda com mais casos confirmados da Covid-19, já soma 2.560 pessoas infectadas pelo coronavírus, mas o balanço da SES indica somente 1.354, quase a metade. São 1.206 casos a menos nos dados do Estado.

Cidade de Urbelândia

No balanço de 2 de junho, Uberlândia já registrava 1.344, patamar semelhante ao divulgado pelo Estado nesta quinta-feira, nove dias depois.

Juiz de Fora, na Zona da Mata, é outra cidade em que o governo de Minas tem atrasado a consolidação do boletim diário da Covid-19. O balanço desta quinta-feira do governo de Minas indica que há 778 pessoas infectadas pelo coronavírus no município. A cidade já tem 845 casos, ou seja, 67 a mais, o equivalente a 8% a menos.

A Secretaria de Estado de Saúde diz que “quem notifica os casos de coronavírus primeiramente são os próprios municípios” e que os casos só são inseridos no boletim epidemiológico quando a cidade faz a notificação. No caso de óbitos, diz a SES, é preciso receber todos os documentos necessários para confirmar a causa da morte, trabalho que tem demorado em média de três a quatro dias após a morte.

Fonte: O Tempo