Com greve de ônibus em BH, passageiros fazem fila em pontos táxi lotação.

103

Cansados de esperar horas nos pontos de ônibus nesta manhã de paralisação dos motoristas de coletivos, trabalhadores optam pelo táxi lotação para não perder o dia de trabalho.

A comerciante Nilza Maria, de 62 anos, teria que estar no trabalho às 7h, mas com a greve não foi possível cumprir o horário e o táxi lotação para ser uma boa tentantiva.

” Vou subir a Afonso Pena até o final, de lá ainda vou andar mais uns 40 minutos. Vou chegar no serviço quase na hora de voltar, outra duficuldade, que será chegar em casa,”avaliou a comerciante.

Táxistas celebram aumento da demanda

Do outro lado da Afonso Pena está um ponto de táxi, por lá os profissionais do volante celebravam o aumento no número de viagens.

O taxista Jaci de Matos, de 74 anos, disse que já nas primeiras horas do dia ele fez diversas viagens para levar as pessoas até o trabalho.

” 5h da manhã já tinha pessoas procurando pelos táxis aqui no ponto. Antes das 9h, já tinha feito várias viagens e garantindo uma graninha”, contabilizou o taxista.

Já o taxista Carlos Henrique, de 56 anos, disse que o trânsito está dificultando a prestação mais rápida do serviço. Tanto que nesta manhã faltaram táxis no ponto da Afonso Pena.

“Com a greve o número de táxis, motoristas de aplicativos e veículos particulares notoriamente complicou o trânsito na região central e infelizmente as pessoas estão tendo que esperar até pelo táxi”, disse Henrique, que ainda acrescentou que ” os taxistas não estão aumentando o valor das corridas por causa da greve dos ônibus.”

JORNAL O TEMPO