Polícia prende ‘Rei do Cobre’ após furto de cabos que levou à perda de doses de vacina na Grande BH.

105

Depois de pouco mais de um mês de investigação, a Polícia Civil conseguiu prender o homem que ostentava o apelido de “Rei do Cobre”. Fotos postadas na internet mostram as iniciais “RC” no corte de cabelo usado pelo suspeito, de 40 anos. Para os investigadores, ele é o maior receptador de cobre de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O homem, que movimentava cerca de R$ 400 mil por mês, entrou na mira das apurações depois do furto de cabeamento de Unidade Básica de Saúde (UBS).

“Trouxe um prejuízo gigantesco para o município, onde mais de mil doses e insumos em vacina, inclusive em Coronavac, Pfizer, foram perdidos com o furto de cabeamento. A partir disso, uma ação integrada com a Guarda Municipal de Betim iniciou as investigações”, disse o delegado Roberto Veran.

As investigações apontam que o “Rei do Cobre” recebia os cabos de pessoas que cometiam os furtos e depois repassava o material. O destino final ainda será alvo das investigações. Mais de dez pessoas podem estar envolvidas no esquema.

“Esse indivíduo é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores receptadores da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele agia através de um ferro velho. Ele fica responsável por receptar, derreter esse cobre, tirar o lastro desse cobre e repassar para outras empresas”, afirmou o delegado.

 

Segundo o delegado, o suspeito já tinha passagem por lesão corporal e embriaguez ao volante. Agora, ele foi autuado em flagrante por receptação qualificada.

Suspeito ostentava vida de luxo na internet — Foto: Redes sociais
               Suspeito ostentava vida de luxo na internet

G1 MG