Idoso morre após ter carro arrastado por enxurrada em Nova Serrana, MG.

247

Temporal atingiu a cidade de Nova Serrana neste domingo e arrastou carro do homem de 62 anos. Uma motociclista foi socorrida pelos bombeiros;

Um idoso de 62 anos morreu neste domingo (7), após o carro dele ser arrastado por uma enxurrada durante as fortes chuvas que atingiram a cidade de Nova Serrana, no Centro-Oeste de Minas Gerais.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima tentou atravessar uma rua que estava tomada pela enxurrada no bairro Cidade Nova e foi arrastado por um córrego que corta a cidade.

Os bombeiros só conseguiram encontrar o carro do homem após a água baixar um pouco e o veículo ser visto e içado. O idoso estava dentro do carro, mas já não apresentava mais os sinais vitais.

Uma motociclista também  foi arrastada pela correnteza e precisou ser resgatada pelo Corpo de Bombeiros. Ela foi levada a um hospital da cidade. A mulher tentou atravessar uma rua alagada e foi arrastada por 300 metros. Ela só se salvou por ter conseguido se segurar em uma edificação da cidade.

A chuva forte que atingiu a cidade também causou vários danos, deixando várias ruas alagadas, quedas de árvores, interrupção de energia elétrica, uma casa ficou parcialmente danificada.

De acordo com a prefeitura de Nova Serrana choveram 80 milímetros na cidade neste domingo, o que corresponde a 80 litros de água por metro quadrado.

Ainda segundo a prefeitura,  quase 100 famílias tiveram as casas inundadas pela água. Equipes da prefeitura trabalham para ajudar os afetados e fazer a limpeza da cidade.

Outras ocorrências de chuva

Em Uberaba, no Triângulo Mineiro, duas mulheres também morreram em decorrência da chuva no período chuvoso de 2021 e 2022. Em outubro Angélica Silva Lima, de 35 anos, teve o carro arrastado  para o dentro do Córrego dos Carneiros em outubro passado. O veículo com o corpo dela foi encontrado três dias após o acidente.

Já no último dia 4 de novembro uma mulher de 33 anos morreu após o desabamento parcial da residência dela,  também em Uberaba, após um forte temporal. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital José Maria de Moraes em Coronel Fabriciano, mas morreu na unidade de saúde.

A morte de Nova Serrana seria então a terceira no período chuvoso de 2021 e 2022, mas oficialmente, a Defesa Civil de Minas Gerais só computa duas mortes, uma em Uberaba e uma de Nova Serrana. A reportagem questionou o órgão sobre isso e aguarda retorno.

JORNAL O TEMPO