Morre segunda criança vítima de Covid-19 em BH; ocupação de UTIs segue crescendo

504

Mais uma criança com menos de 4 anos morreu vítima da Covid-19 em Belo Horizonte. A informação consta no boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (10). Este é o segundo registro de óbito nesta faixa etária na capital mineira e ambos foram confirmados no mês de fevereiro.

O levantamento não traz mais informações, como detalhes do óbito e a idade exata da vítima, apenas que ela tem entre 1 e 4 anos. Até o momento, 2.435 vidas foram perdidas para a doença em BH. Só nas últimas 24 horas, foram 31 novos registros de óbitos.

Desde o início da pandemia, a capital mineira já soma 97.782 casos confirmados de Covid-19, com 1.183 registros as últimas 24 horas. Em contrapartida, 90.095 pessoas já se recuperaram. Outras 5.252 estão em acompanhamento.

Dois indicadores de monitoramento avançam

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), reservados para pacientes com Covid-19, segue em estado de alerta máximo e no nível vermelho do gráfico dos indicadores de monitoramento da pandemia pelo terceiro dia seguido em Belo Horizonte. Anteriormente a taxa estava em queda constante e chegou a ocupar a faixa amarela nos dois últimos dias da semana passada, atingindo 68,4% no boletim de sexta-feira (5).

Nesta quarta (10), segundo os dados do boletim epidemiológico, o índice está em alta e aparece com 71,5% das 585 vagas ocupadas em hospitais públicos e privados da capital mineira. No último levantamento, divulgado na terça (9), o dado estava em queda, com 71,3% de ocupação.

O número médio de transmissão por infectado (Rt) também está em alta nesta quarta e em avanço desde o início da semana. O índice, porém, segue abaixo de 1, no nível verde do gráfico, se mantendo controlado. O Rt está em 0,93, o que significa que, em tese, 100 pessoas infectadas pelo novo coronavírus transmitem a doença para outras 93. Nessa terça o número estava em 0,92.

A taxa de ocupação de leitos de enfermaria é a única em declínio nesta quarta-feira. Das 1.471 vagas destinadas para pacientes com a doença em unidades de saúde dos setores público e privado, 47,2% não estão mais disponíveis. O dado também está em verde e em estado controlado na capital.

Imunizados

Belo Horizonte já imunizou 74.513 pessoas contra a Covid-19. Dentro deste grupo estão 58.806 belo-horizontinos que receberam a primeira dose da vacina chinesa CoronaVac e outros 15.707 que receberam a primeira dose do imunizante da AstraZeneca/Oxford.

Os dados também informam que 10.875 pessoas já receberam a segunda dose do imunizante chinês. Quem recebeu a vacina da AstraZeneca deverá receber a dose complementar a partir de maio de 2021.

Até o momento, 161.360 doses já foram distribuídas aos 220 postos de imunização, que são compostos por hospitais da Rede SUS e Suplementar de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento, SAMU, Centros de Saúde, Laboratórios e equipe volante.

Fonte: hojeemdia